domingo, 2 de janeiro de 2011

Ressaca?

A veisalgia, conhecida popularmente como ressaca, descreve a soma dos efeitos fisiológicos desgradáveis que se segue a uma grande ingestão de bebida alcoólica.

As características mais comumente relatadas incluem cefaleia, náusea, sensibilidade à luz e a ruídos, letargia, disforia, diarreia e sede, tipicamente quando os efeitos tóxicos do álcool começam a desaparecer.

Embora a ressaca possa ser sofrida a qualquer tempo, geralmente aparece pela manhã após uma noite de bebedeira.
Além dos sintomas físicos, uma ressaca também pode incluir sintomas psicológicos, como depressão e ansiedade.

Causas
É um tipo de crise de abstinência.
Como qualquer outra bebida ou alimento, o álcool é metabolizado e distribuído pela corrente sanguínea para todas as células do corpo. A sensação de embriaguez e relaxamento ocorre quando ele chega ao cérebro. É o momento da intoxicação. O corpo faz um grande esforço para dar conta das doses excessivas. Quem mais trabalha é o fígado, que precisa produzir enzimas para absorvê-lo, transformá-lo em gordura e secretá-lo pela bile. Quando o trabalho acaba, o fígado quer mais e entra numa espécie de depressão, desorganizando todo o metabolismo. O sistema nervoso, que também foi acelerado, tem uma reação parecida.

O resultado é uma queda da força muscular, dor de cabeça, enjoo, diarreia, sensibilidade à luz e um cansaço enorme.

Oi? A Wikipédia me pediu autorização pro estudo de caso?

Tá foda hoje...

Enviado via iPhone

0 comentários:

Postar um comentário