domingo, 7 de setembro de 2014

Sentimento de culpa

Eu SONHEI essa noite que tinha me inspirado a escrever no blog. Juro. 

Note bem, não é que falte assunto. Falta é coragem!

MALZAÊ se ñ fez sentido, bebi demais ontem e madruguei esse domingo, ñ to boua ñ. Aliás, acho q o filho ta beubinho de tabela. Oi?

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Cotidiano

Todo dia ela faz tudo sempre igual, 
levanta as 7, faz café, arruma filho, toma banho, passa na creche, enfrenta trânsito, trabalha, passa no mercado / padaria / farmácia, brinca com neném, prepara a janta e vai dormir. 
Dias bons, dias nem tanto (hoje foi bom! Rs), e a vida segue.

PS: to pensando em encarar um Segundinho. Não agora (ou não. To doida de tanta dúvida kkkk). Não por acaso já tem nome, e esse post é a dica RYSOS

sábado, 5 de julho de 2014

Nada muda

Impressionante é vc reler o próprio blog depois de DOIS FUCKING ANOS e perceber que todas as crises, percepções, problemas e neuroses continuam iguais. Meu pai, a pessoa aqui ñ consegue evoluir!!!

Tenho pensado em voltar. Tudo por contar, adivinhem, das mesmas coisas de sempre: solidão, inadequação, desconforto social, etc. Será q devo? Mas ñ é muito ridículo?

Esses 2 anos (mais?) foram DE LONGE os mais importantes da minha vida. Emagreci 50 quilos e tive filho, ou seja, resolvi os sonhos que tinha planejado pra minha vida adulta. E o mais bizarro é que por melhor q seja essa vida, eu continuo com aquela sensaçãozinha de ~ OH WAIT ~ diante da vida...

Sei lá, vou pensar se vale. Acho q sim.